Tinta orgânica muda a cor dos cabelos sem agredir os fios

Colorações com ativos naturais não causam danos como o uso de química, que deixa os fios fracos e quebradiços

Oferecer uma coloração permanente que substitui a amônia e ingredientes sintéticos por ingredientes naturais. As tinturas chamadas de orgânicas têm conquistado clientes e profissionais por reduzir os riscos do uso de química.

São formulações sem amônia, com silicones, óleo mineral, sulfatos e fragrâncias artificiais que estabilizam a estrutura do cabelo durante o processo de coloração para um cabelo saudável.

O conteúdo de óleos à base de plantas realça a concentração de pigmentos e ingredientes ativos, que penetram no córtex e selam a cutícula para um resultado duradouro.

A hair stylist Claudia Ardessore, do L´Officiel III, diz que as tintas orgânicas podem ser usadas por qualquer pessoa. “Por ser mais natural, orgânica e botânica, é menos alérgica do que as tintas comuns”, explica.

A indicação é ainda mais apropriada para mulheres que pintam o cabelo há anos e acabam o tendo os fios saturados, fracos e quebradiços pelo excesso de química. Para quem tem o couro cabeludo sensível, queda de cabelos ou fios muitos finos, as tintas orgânicas têm sido as mais usadas.

Segundo a cabeleireira Cláudia Regina, do Tampopo Hair Cutting Team, a durabilidade da coloração feita com tintas orgânicas depende do crescimento do cabelo. “O retoque varia, em média, a cada um ou dois meses”, esclarece.

Após fazer a coloração orgânica também é preciso fazer hidratações. “Embora a coloração orgânica trate mais do cabelo do que as tinturas comuns, não podemos esquecer que o cabelo é feito de cutículas que se abrem com o tempo e precisam de tratamentos periódicos”, ensina a profissional.

Cuidados caseiros para manter a cor e a hidratação dos cabelos também são necessários. O hair stylist Douglas Garcia, do Ritz Cabelo & Estetica, diz que, qualquer que seja o tipo de tintura usada, é imporante usar xampu, condicionador e máscara próprios para cabelos coloridos e, de uma a duas vezes por semana, intercalar com o xampu uma máscara de nutrição.

“Com a chegada do verão, a dica é usar produtos próprios disponíveis no mercado para a proteção contra o sol, mar e piscina. O ideal, depois de sair da água clorada ou salgada, é enxaguar o cabelo e aplicar uma máscara capilar de proteção contra o sol. Desta forma a cor é mantida e evita o desbotamento”, recomenda.

Aplicar os óleos essenciais próprios de hidratação antes de dormir e também, antes de usar o secador, chapinha ou baby liss, ajudam a manter a saúde dos cabelos tingidos.

Já existem diferentes marcas atuando neste mercado, como as linhas orgânicas da Keune So Pure e a Essensity da Schwarzkopf. A So Pure destaca a fitoqueratina, o extrato de eoco, óleo de Argan, jasmim e sândalo na formulação.

A Essensity tem uma formulação sem amônia, silicones, óleo mineral, sulfatos e fragrâncias artificiais. Já Haskell Cosmética Natural lançou, na Beauty Fair deste ano, uma linha de cinco máscaras colorantes, com fórmula livre de amônia e sem oxidantes.

Fonte: R7, Deborah Bresser
https://meuestilo.r7.com/beleza/tinta-organica-muda-a-cor-dos-cabelos-sem-agredir-os-fios-02112018