Saiba mais sobre o autoexame

   

A detecção precoce é uma das principais formas de aumentar as chances de cura para o câncer de mama, que afeta cerca de 60 mil mulheres brasileiras por ano, segundo o Instituto Nacional do Câncer. Como forma de prevenção é muito importante conhecer o seu corpo e realizar o autoexame. 

O ideal é que o autoexame seja feito na semana depois da menstruação – quando o corpo está menos inchado. Para aquelas que não menstruam, a recomendação é escolher um dia fixo no mês para fazê-lo.

A orientação é que se observe as mamas sempre que se sentir confortável (no banho, no momento da troca de roupa ou em outra situação do cotidiano). Não existe uma técnica específica para seguir, mas há algumas sugestões que podem facilitar o autoexame como:

  • Em pé: de frente para o espelho, observar o bico dos seios, a superfície e o contorno das mamas. Em seguida, levantar os braços e verificar se há alguma alteração;

  • Deitada: apalpar a mama esquerda com a mão direita com movimentos circulares suaves, apertando levemente com a ponta dos dedos. O mesmo se faz com o outro lado;

  • No banho: com a pele molhada ou ensaboada, elevar o braço direito e apalpar a mama suavemente com a mão esquerda estendendo até a axila. O mesmo se faz com o outro lado.

Caso identifique qualquer alteração, deve-se procurar um posto de saúde para que um médico ginecologista faça um exame clínico das mamas e encaminhe — quando for necessário — para estudos mais detalhados, como a mamografia.

O câncer de mama pode ser percebido em fases iniciais, na maioria dos casos, por meio dos seguintes sinais e sintomas:

  • Nódulo (caroço), fixo e geralmente indolor: é a principal manifestação da doença, estando presente em cerca de 90% dos casos quando o câncer é percebido pela própria mulher;

  • Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja;

  • Alterações no bico do peito (mamilo);

  • Pequenos nódulos nas axilas ou no pescoço;

  • Saída de líquido anormal das mamas.

CÂNCER DE MAMA EM HOMENS

Homens também podem ter câncer de mama, mas o número é bem mais baixo quando comparado ao de pacientes femininas. Para cem mulheres com a doença, há um homem.

No caso dos homens, o nódulo aparece atrás no bico do peito. O procedimento quando há uma suspeita é o mesmo que o da mulher, com mamografia e biopsia para confirmação. 

FONTE: https://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2018/10/cancer-de-mama-como-fazer-o-autoexame.html

http://brasilia.df.gov.br/outubro-rosa-saiba-como-fazer-o-autoexame/